header_btn
banner_1

Sobre a Acari Records

A Acari Records é a primeira gravadora especializada no mais importante gênero da música instrumental brasileira – o Choro. Com sede no Rio de Janeiro – cidade onde o choro nasceu há aproximadamente 140 anos – a companhia foi criada em 1999 pelos músicos Mauricio Carrilho, Luciana Rabello com o objetivo de mostrar a música dos principais compositores e intérpretes do gênero.

Sobre a Acari Records

banner_1

Who We Are

Acari Records is the first label specialized in the most important genre of Brazilian instrumental music – Choro. With head office in Rio de Janeiro – city where choro was born approximately 140 years ago –, the company was created in 1999 by the musicians Mauricio Carrilho and Luciana Rabello aiming at showing the music of the genre’s major composers and performers.

Who We Are

 

(0)Item

Nenhum produto no carrinho.

 
Sim

O Choro: Reminiscências dos Chorões Antigos

Click on above image to view full picture

O Choro: Reminiscências dos Chorões Antigos

Seja o primeiro a avaliar este produto

Disponível: Em estoque

R$30,00

Descrição Rápida

Nova edição, atualizada, revisada, comentada e ilustrada do livro publicado em 1936 pelo carteiro Alexandre Gonçalves Pinto (o "Animal"), descrevendo o ambiente do choro e os chorões dos primeiros anos do século XX. Contém um CD com gravações contemporâneas de músicas citadas no livro.

. . .

Detalhes

Publicado originalmente em 1936, o livro O CHORO foi uma tentativa do autor, o carteiro e cavaquinista amador Alexandre Gonçalves Pinto, de registrar e perpetuar a memória não só dos chorões que conhecera na juventude, como também do ambiente do choro como um todo.

Organizado sob a forma de verbetes, O CHORO é uma verdadeira pérola que descortina a vida cultural de classes populares cariocas, descrevendo com detalhes como se davam os encontros entre os chorões, as comidas e bebidas preferidas, os frequentadores dos saraus e serestas, os instrumentos, as danças, as expressões e gírias correntes na época, além, é claro, das músicas de maior sucesso no período.

O estilo da escrita da Alexandre é um atrativo à parte. Num claro esforço de conferir dignidade e relevância ao tema e aos personagens de seu livro, ele abusa dos adjetivos dramáticos e cunha expressões memoráveis como “seus choros faziam falar os mudos e movimentavam os paralíticos”, “hoje retirado do choro, onde com seus feitos imortalizou-se, é um intelectual da nossa engenharia”, “escrever os grandes feitos deste herói equivale a uma epopeia” ou “com sua morte perdeu-se um futuro próspero e risonho para a grandeza do nosso caro Brasil”. Melhor ainda, Alexandre fala não só sobre os músicos bons mas também sobre os ruins: “tocava pessimamente o oficleide, e de ouvido”.

Agora pela primeira vez este livro é lançado em uma edição que atualiza a grafia e complementa os verbetes com informações descobertas nos últimos 80 anos. Por exemplo: datas de nascimento e morte dos personagens perfilados, músicas de maior sucesso e outros dados biográficos. Há ainda reproduções de fotografias de alguns dos músicos citados e ilustrações que auxiliam na compreensão do texto. Os comentários e pesquisa iconográfica são da pesquisadora Anna Paes e da jornalista Nana Vaz de Castro, responsável também pela edição e atualização do texto.

Além disso, a nova edição de O CHORO traz encartado um CD com 18 faixas, gravações retiradas das coleções Princípios do Choro e Joaquim Callado: Pai dos Chorões (ambas lançadas pela Acari Records). São portanto registros contemporâneos de obras citadas no livro, executadas por artistas de destaque como Mauricio Carrilho, Luciana Rabello, Altamiro Carrilho, Nailor Proveta, Toninho Carrasqueira, e muitos outros.

Queremos saber sua opinião

Você está comentando: O Choro: Reminiscências dos Chorões Antigos

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

Nenhum vídeo para esse produto